quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Venha Estudar na ADL

Estão abertas as inscrições para jovens e adolescentes que desejam estudar na ADL. Para ingressar é necessário participar do retiro de seleção que acontecerá nos dias 02 e 03 de dezembro de 2017, em Serra Pelada (Afonso Cláudio).  Nesse retiro, será apresentada a ADL, equipe de colaboradores e colaboradoras, a metodologia e cursos. Além do mais, os participantes realizarão alguns testes de conhecimentos gerais e de interesse.

A ADL é ideal para os estudantes que buscam formação de qualidade e vivências na área da música, práticas comunitárias, diaconia, teatro, voluntariado e outros. Por meio de uma tendência crítico-social dos conteúdos, os e as estudantes aqui são desafiados/as a perceber e questionar a realidade que estão inseridos.
A rotina da ADL é considerada bastante intensa e no ano de 2018 teremos novidades. O ensino médio, até o momento ofertado apenas no período noturno em Serra Pelada, acontecerá agora no período vespertino. Portanto, durante as manhãs as aulas serão na ADL, à tarde na escola “Elvira Barros” e durante o período noturno acontecem aulas de instrumento, ensaios artísticos e atividades de convivência.
Início do retiro: Sábado, dia 02, a partir das 10 horas da manhã;
Término: Domingo, dia 03, às 12 horas, após o almoço;
O que trazer? Material para anotação, cópia da certidão de nascimento, carta de recomendação da escola que frequentou em 2017, roupa de cama, material de higiene pessoal e roupa para atividades externas.
Taxa de inscrição: R$ 40,00
O retiro abordará a temática "amizade e cuidado", para enriquecer a realização dos testes, recomendamos na medida do possível aos participantes a leitura da obra "O Pequeno Principe", de Antoine de Saint-Exupéry (Versão texto ou áudio disponível no site de inscrição).
Mais informações: http://www.adl.org.br/admissions ou 27 99821-7060 (horário comercial).


Venha experimentar o nosso jeito de caminhar e a vivência diária em nossa casa!

Ex-aluno da ADL participa de projeto de Cinema

O estudante Rafael Wolfgramm Teixeira de Siqueira, de Laranja da Terra, e a professora de artes Sheila Márcia Altoé, moradora de Vargem Alta, contemplados pelo edital do VI concurso Revelando os Brasis, estão no Rio de Janeiro, participando das oficinas de capacitação previstas no edital entre os dias 14 e 27 de agosto, para transformar suas histórias em filmes.
Os dois estão tendo aulas de roteiro, planejamento e produção e fotografia, para retornarem as suas cidades, e atuarem como diretores, tomando as decisões de aspectos mais técnicos, como planos, enquadramentos, movimentos de câmera, mixagem de som e edição de cenas.
 “A Viagem do Seu Arlindo”, foi o enredo escrito por Sheila, e inspirado na história real contada pela filha do Seu Arlindo, D. Marluce. Na trama, ela narra a preparação do personagem principal para uma viagem misteriosa, que deixa intrigados os moradores e familiares da comunidade quilombola de Pedra Branca, em Vargem Alta.

Após concluídos, os filmes são lançados nas comunidades participantes por meio do Circuito Nacional de Exibição Revelando os Brasis, que monta um cinema ao ar livre em ruas e praças dos municípios. Além disso, são lançados em DVD com distribuição gratuita entre realizadores, secretarias, organizações sociais e culturais, cinematecas, universidades e cineclubes de todo o Brasil.  E em seguida, as produções também são exibidas no programa de TV Revelando os Brasis, realizado em parceria com o Canal Futura.Já Rafael escolheu realizar o documentário “Franz Seibel: o Surgimento da Fotografia Pomerana”, que vai contar a história do primeiro fotógrafo a registrar por as tradições dos imigrantes alemães que chegaram ao território capixaba. Ele conta que as oficinas têm sido muito proveitosas para seu crescimento técnico, mas também para seu desenvolvimento pessoal. “Eu já tive  contato com o audiovisual, participei da produção de alguns filmes, porque estudei numa escola (ADL) que tinha já esse viés. Mas vir pra cá, viver tudo isso, me fez ter dimensão da multiculturalidade que o Brasil tem. Porque conhecemos pessoas de várias regiões e isso é um aspecto muito interessante dessa experiência”, diz.
O projetoO Revelando os Brasis promove a democratização do acesso aos meios de produção audiovisual, oferecendo aos moradores das pequenas cidades ( com até 20 mil habitantes),  a possibilidade de contar suas próprias histórias em filmes. Já foram produzidas 180 obras, entre ficções, documentários e uma animação. A iniciativa é rallizada pelo Instituto Marlin Azul, com o patrocínio da Petrobras, e tem objetivo de registrar a memória e a diversidade cultural do país.

Fonte: http://eshoje.com.br/capixabas-selecionados-para-produzir-filme-participam-de-oficinas-no-rio-de-janeiro/

ADL no congrenaje

O grupo de teatro do oprimido Fazendo Arte da ADL foi responsável por preparar a abertura do XXIII Congresso Nacional da Juventude Evangélica da IECLB, em Timbó/SC. O grupo utilizou a técnica da sombra para construir cenas e abordar conflitos armados, crise de imigração, violência contra mulher, preservação do mundo etc.
Assista um dos ensaios dessa peça teatral.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...