sábado, 30 de novembro de 2019

ADL na 14ª Mostra Produção Independente – Resistências de Vitória



Filmes produzidos por estudantes da ADL estarão presentes na 14º Mostra Competitiva de Produção Independente da ABD Capixaba. Os curtas, "Olhares: Patrimônio Natural e Cultural de Afonso Cláudio" e "A Guardiã dos 3 Pontões", foram produzidos a partir do projeto "Olhares", incentivados pelo agente cultural Luciano Guimarães. Esse projeto permitiu a realização de oficinas de documentário, animação e cineclubismo. 

O audiovisual ganhou força na ADL a partir de 2010, com a criação do Núcleo de Audiovisual Lagoa  e Cineclube Lagoa, essas iniciativas possibilitaram o envolvimento de dezenas de adolescentes e jovens com essa arte. Nesse fluxo, o ex-aluno da ADL, Rafael Wolfgramm, também estará lançando seu documentário (O Que Resta da Imagem), nesse festival.

Confira a Programação:
- dia 02/12 - a partir das 19h - "Olhares: Patrimônio Natural e Cultural de Afonso Cláudio"
- dia 04/12 - a partir das 19h - "A Guardiã dos 3 Pontões" e "O Que Resta da Imagem"
Local: Cine Jardins (UFES).


Conheça mais essas produções: A Guardiã dos 3 Pontões (documentário, 8’, 2019, classificação: livre)
Direção: dos participantes da Oficina do Projeto Olhares/Estudantes da ADL; Roteiro: Projeto Olhares; Direção de Produção: Coletiva – Oficina de Doc; Produção Executiva: Luciano Guimarães; Trilha Sonora: Jaceguay Lins CD Melodiário / Execução – Orquestra Filarmônica do ES e Coral da UFES.
Realizado por estudantes acolhidos pela Associação Diacônica Luterana, no Distrito de Serra Pelada – Afonso Cláudio, sendo realizado por adolescentes e participantes de uma Oficina de Documentário promovida pelo Projeto Olhares – Cultura e Meio Ambiente. O filme aborda a relação do ser humano com o meio ambiente, valorizando ao patrimônio natural a partir das vivências de um agricultor que reside nas proximidades Pedra dos 3 Pontões. Aonde também, vive uma Águia Chilena, conhecida por guardiã dos 3 Pontões.

Olhares: Patrimônio Natural e Cultural de Afonso Cláudio (animação, 3’, 2019, classificação: livre)
Direção, Roteiro e Direção de Fotografia: alunos da Oficina de Animação do Projeto Olhares; Direção de Produção, Montagem e Edição de Som: Bruno Cabús; Produção Executiva: Luciano Guimarães de Freitas.
A animação foi realizada por meio do Projeto Olhares – Cultura e Meio Ambiente a partir de uma Oficina de Animação desenvolvida no Município de Afonso Cláudio com participação de alunos e alunas da Associação Diacônica Luterana. Sendo o filme, realizado pelos alunos e alunas, com orientação do Educador Bruno Cabus. O filme aborda cenários e personagens que compõe a rica diversidade do Patrimônio Natural e Cultural de Afonso Cláudio.


 Além das produções realizadas pelos estudantes da ADL, será exibido na Mostra Competitiva o curta "O que Resta da Imagem", produzido pelo ex-aluno, da ADL Rafael Wolfgramm, natural de Laranja da Terra. Veja detalhes:

O Que Resta da Imagem (documentário, 15’35”, 2018, classificação: livre)
Direção, Roteiro e Direção de Arte: Rafael Wolfgramm; Produção Executiva: Beatriz Lindemberg; Empresa Produtora: Instituto Marlim Azul; Direção de Fotografia: Rafael Mazza; Som Direto: Greco Nogueira; Elenco: Alberto Stange, Herta Seibel Schulz, Irma Seibel, Martinho Seibel, Matilde Velten Seibel, Nita Holz Wolfgramm e Rosalina Velten Stange; Montagem: Fernanda Rondon; Edição de Som e Mixagem: Bernardo Gebara; Trilha Sonora: Martinho Seibel.
Entre os anos de 1930 e 1960, um fotógrafo fez os primeiros registros da vida dos pomeranos no interior do Espírito Santo. Suas imagens ainda ecoam nas lembranças dos moradores de uma vila, que contam suas histórias a partir desses registros. Nesse documentário, imagem é memória.



sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Um intercâmbio para a história

Conhecer uma nova cultura, aprender uma nova língua, conviver todos os dias com mais de 60 pessoas em uma mesma escola; assim foi a rotina da Sofia Kik e Sohayla Seilnacht na ADL, ambas naturais da Alemanha. 

Quando a língua portuguesa ficou mais fácil para elas, Sofia e Sohayla puderam contribuir com oficinas de escrita e conversação das línguas alemã e inglesa. Além de oferecer aulas individuais de flauta e violino.
O intercâmbio no Brasil é promovido pela  Gustav-Adolf- Werk Württemberg (GAW) em parceria com o Programa  de Voluntariado da IECLB. Nessa última etapa aconteceu entre os meses de setembro (2018) até agosto (2019) em seis países da América Latina (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai).
A ADL sempre foi um espaço para recebimento de pessoas voluntárias da Alemanha e até de outros países, mas por um longo período de suspensão da concessão de visto pelo consulado brasileiro, o programa de intercâmbio ficou paralisado entre os anos de 2012 até 2017, para essas jovens alemães.
Esse trabalho busca incentivar que jovens  possam contribuir com os seus dons e no dia-a-dia de uma instituição ou projeto diaconal. Trocar experiências, aprender um novo idioma, conhecer outra cultura e partilhar sua fé com outras pessoas será inesquecível para essas pessoas.
Para dar continuidade a esse projeto, no período 2019/2020, estarão na ADL as voluntárias alemãs  Marie Kawalla (Berlim) e Katrin Asmus (Hannover). Elas acompanharão as atividades da ADL, participarão de apresentações musicais, terão envolvimento com grupos da JE e contribuirão com oficinas de língua alemã e prática musical instrumental. 
Divulgamos com carinho essas experiências e agradecemos pela dedicação da Sofia e Sohayla, da coordenação do programa na GAW e do Programa  de Voluntariado da IECLB, que possibilitaram tudo isso.



Alex Reblim Braun
Educador Social e
Coordenador do Programa de Inserção Voluntária da ADL

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

MATRÍCULAS ABERTAS PARA ESTUDAR NA ADL EM 2020

Estão abertas as inscrições para jovens e adolescentes que desejam estudar na ADL a partir do ano de 2020. Para ingressar será necessário participar do nosso retiro, que acontecerá nos dias 07 e 08 de dezembro de 2019 ou no dia 22 de janeiro de 2020 (segunda chamada) na ADL, em Serra Pelada (na cidade Afonso Cláudio/ES). Abaixo disponibilizamos algumas orientações que poderão auxiliar na tomada de decisão para estudar na ADL.

 Faça a inscrição em: www.adl.org.br/matricula 

O que é a ADL? 
A ADL é uma associação sem fins lucrativos, centro de formação diaconal da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, fundada em 1956 pelo pastor Artur Gustav Schmidt e sua esposa Käthe Scheuchl Schmidt. Atualmente promove formação complementar, reforçando as áreas da ética, da cidadania, desenvolvimento comunitário, práticas artísticas e do protagonismo juvenil.

 A ADL é uma escola? 
A ADL não é uma escola tradicional, como muitas vezes é confundida, ela não oferta disciplinas curriculares da rede de ensino regular, como por exemplo, matemática, geografia ou química. Mas é um centro de formação para adolescentes e jovens que buscam, por interesse próprio, o fortalecimento da própria identidade e da autonomia. As e os estudantes da ADL participam das aulas que abrangem conhecimentos teológicos, artísticos e das ciências sociais e humanas, além do mais, são envolvidos em atividades extras de capacitações, por meio de palestras, seminários, estágios e apresentações. ​

Quais são os cursos da ADL?
 A ADL oferece quatro áreas de formação para os estudantes, são elas: Formação de Liderança Comunitária (três anos). Após esse curso o estudante poderá optar pelo curso de Música, Educação Social ou Assistência Comunitária. Quais matérias vou estudar na ADL? Existem várias matérias na ADL, entre as principais são: Bíblia, Diaconia, Música, Regência, Contação de Histórias, Fotografia, Dinâmica dos Grupos, Boas Maneiras, Saúde Popular, Agroecologia, Direitos Humanos e outras que poderão ser consultadas no endereço, adl.org.br/aulas .

O que a ADL poderá contribuir com a minha vida?
 Viver em uma instituição de ensino integral poderá ser marcante para a sua vida, além dos estudos, os e as estudantes exercitam a convivência, participam de grupos artísticos, realizam intercâmbios em instituições diaconais e paróquias da IECLB, participam de apresentações de música e outros. Os nossos cursos e as vivências na ADL poderão te inspirar para a atuação com grupos comunitários ou buscar no futuro formações na área da teologia, educação, área social, música e outros. Além do mais, a partir da ADL você conhecerá muitas pessoas que te farão conhecer mais a sociedade, prática comunitária e a fé. ​

Os estudantes recebem certificado após o término de sua formação? 
Sim! A formação oferecida pela ADL é certificada. ​

Os estudantes moram na ADL?
 Sim, todos moram na ADL, em quartos coletivos de até quatro pessoas, organizados em moradias para o sexo masculino e feminino. ​ Como faço para ingressar na ADL? É necessário que a pessoa interessada esteja no nono ano do ensino fundamental e participe do retiro para conhecer e ingressar na ADL. Esse retiro será ofertado em dois momentos, nos dias 07 e 08 de dezembro de 2019 ou no dia 22 de janeiro de 2020. Nesse retiro, o participante conhecerá a ADL, seus estudantes, funcionários e a sua estrutura. Também realizará alguns testes de conhecimentos gerais e de interesse. Após esse retiro, serão indicados pela equipe quais são os estudantes aptos a ingressar na ADL.

Como faço para realizar a inscrição do retiro de seleção?
Você deverá realizar a inscrição para o retiro no site da ADL (adl.org.br/matricula), após, enviar por e-mail (secretaria@adl.org.br) ou entregar no dia do retiro uma cópia da certidão de nascimento, cópia do boletim escolar e uma carta de recomendação da direção ou coordenação pedagógica do colégio que frequentou no último ano, contando sobre o desempenho, participação e frequência do estudante. No site da inscrição está disponível um modelo de carta de recomendação.

Todas as pessoas que participam desse retiro serão estudantes da ADL?
Infelizmente, não! A ADL poderá ofertar apenas um número específico de vagas por ano, em torno de 65 a 70. Dessa forma, devemos considerar a quantidade de estudantes do 2º, 3º e 4º anos para calcular o número de pessoas selecionadas do 1º ano. ​

Onde os alunos realizam o ensino regular (ensino fundamental ou médio)? Durante a manhã os e as estudantes participam das atividades e aulas na ADL e durante o turno vespertino estudam na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio “Elvira Barros”, localizada no mesmo distrito. A escola é um ambiente muito agradável e tranquilo, é possível esclarecer mais dúvidas com a coordenação por meio do telefone (27) 3735 7184. ​

A ADL cobra mensalidade? A ADL não cobra pelas aulas e atividades que os estudantes participam. Mas sim, é incentivado que os familiares contribuem com doações financeiras fixas e mensais para auxiliar com as despesas de alimentação, hospedagem e eletricidade. Muitos pais, do meio rural, auxiliam com produtos alimentícios ou derivados. ​

Como é a rotina dos adolescentes que moram na ADL? A rotina na ADL é bastante intensa, existem horários para todas as atividades e essas precisam ser respeitadas. Todos acordam às 6:30h da manhã, tomam café, organizam os seus quartos, logo após, participam das aulas até às 11:10h. Às 11:30h é servido o almoço. A partir das 12:30h iniciam as aulas no ensino fundamental e médio. Ao retornar do colégio, estudantes auxiliam na organização de um setor de uso coletivo e após é servida a janta. Durante cada noite acontece uma atividade específica, como por exemplo, ensaio de grupo de canto e trombonistas, celebração, grupo de estudo e outros.Temos uma rotina bastante puxada, mas no final de semana será possível visitar os familiares, participar de atividades de lazer e esportes. ​

Em todos os finais de semana ou feriados os estudantes podem visitar os familiares?
Claro que sim! Os alunos que não estiverem envolvidos em atividades complementares aos finais de semana poderão ir para casa, mediante a liberação de requerimento solicitado ao plantonista. O horário de saída será na sexta-feira, a partir das 18:00 h e a chegada precisa ser na segunda-feira, até o início das aulas. Em alguns períodos, como por exemplo, na Semana Santa, férias escolares no mês de julho e feriado da Reforma, os estudantes poderão ficar mais tempo em casa. Alunos de outros estados poderão ser acolhidos por familiares de colegas da ADL, mediante a autorização dos familiares dos estudantes e professores da ADL. ​

O governo auxilia a manutenção da ADL? A ADL não recebe financiamento do Estado ou da prefeitura local. Algumas vezes a instituição recebe apoio, por meio de emendas parlamentares, para aquisição de objetos ou serviços para qualificar o trabalho. Tem como principal patrocinadora a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - IECLB, Sínodo Espírito Santo a Belém, Uniões Paroquiais, Paróquias, Comunidades e as famílias dos estudantes. É comum a realização de eventos festivos para a captação de recursos que é destinado para o funcionamento dos nossos trabalhos, nesses eventos, as famílias possuem um papel fundamental no apoio, divulgação, organização e venda de bilhetes de rifas. ​

Ainda tenho muitas dúvidas. Estamos sempre disponíveis para auxiliar com qualquer dúvida ou dificuldade. Recomendamos que os futuros estudantes e seus familiares busquem também informações com nossos atuais estudantes e seus familiares. Participe do nosso grupo de notícias sobre a ADL no Whatsapp (www.bit.ly/whatADL). Nesse canal divulgamos os eventos e atividades da instituição para a comunidade geral. Estamos disponíveis nos telefones, de segunda a sexta: (27) - 3735-7060 (08h - 17h) ou Celular/Whatsapp: (27)-99821-7060 (08h - 21h).

sábado, 19 de janeiro de 2019

Segunda Chamada para Estudar na ADL


Abrimos inscrições para a segunda chamada para jovens que desejam estudar na ADL. O retiro acontecerá no dia 25 de janeiro (sexta-feira), a partir das 9h, na ADL. 
Inscrição para o retiro: https://www.adl.org.br/matricula
Mais informações: 27 99821-7060


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...